segunda-feira, 4 de março de 2019

6 dicas para melhorar sua comunicação

Imagens: Pinterest

Uma das coisas mais importantes para nos relacionarmos bem com as pessoas é nos comunicarmos de forma clara. Muitas das pessoas que procuram a ajuda de um psicólogo tem conflitos baseados ou piorados por causa de problemas de comunicação.

Nos comunicamos não só pela nossa fala e escrita, mas também através do ritmo e entonação da nossa voz, nossa expressão facial, nossa linguagem corporal e até das roupas que vestimos e do corte de cabelo que escolhemos.

Alguns fatores, tais como o excesso de informações, a qualidade do relacionamento que temos com quem estamos nos comunicando e o uso de palavras e expressões que o outro não conhece podem dificultar a comunicação.
É possível aprimorar a comunicação:
  • usando linguagem acessível: por que usar uma expressão técnica se você é a única pessoa formada em Direito na mesa do happy-hour?
  • evitando interferências: ao conversar algo sério com sua melhor amiga ou seu namorado, desligue seu celular.
  • reforçando a palavra falada ou escrita com exemplos, imagens e expressão corporal adequada: ao apresentar aquele projeto bacana para seu chefe incremente sua fala com gráficos ou imagens bem feitas que ilustrem o que você está explicando e cuide para sua expressão facial e corporal passarem uma idéia de confiança.
  • preferindo a comunicação face/face: a Internet é uma ferramenta maravilhosa de comunicação, mas nada substitui o bom e velho "olho no olho".
  • escutando com abertura: numa discussão com sua mãe preste atenção no que ela está falando, pois muitas vezes a outra pessoa tem razão.
  • exercitando a empatia: empatia significa "colocar-se no lugar do outro", é tentar entender o que o outro sente e como ele pensa.
Da próxima vez que você achar que não entendem você procure analisar se você está realmente sendo clara na mensagem que você quer passar.
Para saber mais sobre o assunto sugiro o seguinte livro, um clássico da Psicologia, escrito em linguagem bem acessível: O Corpo Fala, de Pierre Weil e Roland Tompakow.



Sou Psicóloga (CRP 12/01422), formada em janeiro de 1995 pela UFSC, no entanto o objetivo destes posts não é dar aconselhamentos pela Internet (até porque o Conselho Federal de Psicologia proíbe esta prática) e sim falar de comportamento com o intuito de informar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O MATERIAL DO BLOG É INFORMATIVO, NÃO SUBSTITUI A TERAPIA OU PSICOTERAPIA OFERECIDA POR UM PROFISSIONAL.

Psicólogia Floripa. Todos os direitos reservados © Tema criado por Lory Design Studio