quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

A ansiedade no mundo digital



De acordo com uma importante pesquisa realizada no Reino Unido, as redes sociais são mais viciantes que álcool e cigarro e as taxas de ansiedade e depressão entre os jovens aumentaram 70% nos últimos 25 anos. 
O uso excessivo das redes sociais aumenta sintomas de ansiedade e depressão, além de contribuir para a baixa autoestima e insônia.
O fato de o Instagram ter ocultado a visualização das curtidas pode contribuir para a diminuição da ansiedade, mas mesmo assim é importante cada pessoa tentar não acessar as redes sociais o dia inteiro, tentando estabelecer pelo menos um horário offline - deixar de acessar a Internet pelo menos 1 hora antes de dormir é uma boa ideia. 
Dar unfollow nas contas que servem como gatilho para a ansiedade e a tristeza também ajuda a gente a se blindar contra os efeitos negativos  das redes sociais na nossa vida - tente seguir apenas aquelas pessoas que de fato lhe fazem bem.
Se a gente tem dor de dente logo corre pro dentista, né? Então não sofra sozinha! Não fique com vergonha de procurar ajuda profissional se a cabeça e o coração não estiverem bem. Fazer psicoterapia ajuda muito a gente a se compreender melhor e pode ser um divisor de águas na sua vida. Se cuide! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O MATERIAL DO BLOG É INFORMATIVO, NÃO SUBSTITUI A TERAPIA OU PSICOTERAPIA OFERECIDA POR UM PROFISSIONAL.

Psicólogia Floripa. Todos os direitos reservados © Tema criado por Lory Design Studio